Filme: Scoop

Woody Allen é o direitor desse filminho, mas ele também atua, ele faz o papel de um velho mágico que tem muito orgulho da sua profissão. Ele leva uma vida normal e sem muitas emoções, até que em um de seus shows ele convida uma moça da plateia para fazer um de seus truques costumeiros e a partir daí várias situações divertidas, misteriosas e também muito perigosas começam a acontecer.

Achei o filme normal, nada de incrível, porém as reviravoltas dão um ar interessante ao filme. As atuações são boas, a fotografia é boa também.

O que mais me chamou a atenção no filme foi a forma como a morte é retratada nele, já que logo de início tem um personagem importante para a trama que está morto antes mesmo do filme começar a se desenrolar.

Pra quem tiver interesse o filme está disponível na Netflix e por lá a média é de 3 estrelas.

Você já assistiu Keith?

large3Keith é um dos meus filmes preferidos da vida, a primeira vez que eu assisti esse filme eu tinha uns 13 anos e eu achei fantástico e desde então a minha opinião não mudou. É um filme bem dramático e quem chora assistindo filmes, provavelmente vai se emocionar assistindo esse também. Eu choro toda vez que eu assisto de novo. large1haha

O filme fala sobre um garoto misterioso chamado Keith (Jesse McCartney), ele nunca deu muita bola pra escola e não é de muitos amigos, mas de uma hora pra outra ele começa a se aproximar da garota mais popular da escola, no inicio ela resiste, porém logo se apaixona pelo rapaz.

A história se desenrola de um jeito super clichê, só que ela percebe que ele tem um segredo e isso abala completamente a relação dos dois, porque assim que ela descobre o segredo dele ela descobre também o porque dele ter se aproximado tão de repente dela.

Eu não vou contar mais, porque se não acaba com a graça toda. Seria legal se vocês assistissem e me dissessem o que acham, tem facilzinho pra assistir na internet.

Ele é um filme independente, lançado em 2008 e dirigido por Todd Kessler. Não é o melhor da história do cinema independente em termos de inovação e diferenciação dos Blockbuster, mas pra quem gosta de um romance de vez em quando é legal.

large4large2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Coloquei alguns trechos do filme no post só pra ver se aumenta o interesse de vocês. haha ❤

 

 

Filme: Empire Records

large

O filme é de 1995. Se passa em uma loja de CD’s, Discos e afins. A história começa quando um dos funcionários vê que a loja está prestes a se tornar uma franquia e para tentar ajudar o dono a manter a loja ele pega todo o dinheiro do caixa e aposta num cassino. Sim, ele perde toda a grana e os outros funcionários passam a zombar dele. Porém todos ficam abalados quando descobrem o futuro da loja.

O ponto mais forte desse filme são os personagens, eles são todos profundos e muito bem trabalhados. Em uma hora e meia você percebe a personalidade de cada um deles, suas histórias e imperfeições e também a ligação que eles tem entre si e com o o lugar onde eles trabalham.

Como é de se esperar de um filme em uma loja de Discos, a trilha sonora é muito boa e acompanha muito bem o decorrer do filme.

Trata de assuntos bem sérios de forma leve, como vícios, cobranças, amadurecimento e tudo aquilo que acompanha a transição da adolescência para a vida adulta. Não é atoa que está taggeado como filme sobre amadurecimento na Netflix.

Toda a história acontece em apenas um dia e tem um final bastante esperado, porém é um filme diferente do habitual e merece ser assistido.

366 Dias de Sorrisos

large

366 Dias de Sorrisos é um projeto que eu já tenho pensado faz um tempo, já que eu sempre amei ler querer escrever, as vezes, é uma consequência. Já iniciei diversas histórias e algumas estão por concluir, outras foram esquecidas pelo caminho, mas meu principal defeito é deixar sempre pra lá e desistir de mostrar pra alguém.

Então, eu criei uma conta no wattpad e comecei a publicar hoje o 366 Dias de Sorrisos. Logo após isso, eu publiquei o primeiro capítulo dele e tá tudo lá pra quem quiser dar uma conferida.

***

Sinopse: 366 Dias de Sorrisos – Nada melhor do que encher um ano bissexto de sorrisos e essa é a ideia do meu primeiro projeto escrito. A cada dia uma nova frase inspiradora e um texto reflexivo trarão sorrisos para o seu dia e tudo isso durante um ano todo. Como se não pudesse melhorar, as frases sempre serão tiradas de filmes que todos amamos, com certeza em algum dos dias do ano você encontrará a frase de um filme que você ama.

***

Vocês podem achar o meu livrinho no Wattpad clicando aqui ou em qualquer lugar que esteja escrito 366 Dias de Sorrisos.

Espero que gostem da ideia e espero que eu consiga ir até o final com isso, todos os 366 dias.

;*

Link’s: Assistir Clássicos Online

large1

Ei, você! Você mesmo que também gosta de passar o fim de tarde de baixo das cobertas assistindo um filminho vai gostar dos links que eu trouxe nesse post.

Achei esses sites ótimos para assistir apenas o clássicos , aqueles antiguinhos que com certeza não tem na netflix.

E aqui estão eles:

Pijama Surf – Nesse site eles disponibilizam uma plataforma com 100 clássicos pra você ver de graça e online, o que é ótimo. Porém eles não estão legendados nem dublados, ou seja, você vai ter que entender no idioma original. Isso é bom pra treinar o inglês.

Cinema Livre – Esse site é o melhor na minha opinião. Os filmes estão dublados, é tudo organizado por título e existem rankings dos filmes, nele também você pode criar sua própria conta e adicionar favoritos, os que você quer assistir mais tarde e tudo isso de graça se você não puder assinar as formas de cadastro que são pagas.

MemoCine – Já nesse aqui a plataforma é bem grande, achei o site bem ajeitadinho. Fora que eles tem uma aba reservada para mostrar a biografia dos atores, atrizes e de todo mundo que faz parte dos filmes.

E ai, o que acharam? Gostaram? Fala pra mim aqui nos comentários, compartilhem informações, tudo que envolve cinema é muito bem vindo ❤

Filme: Amor e Outras Drogas

O-Amor-e-Outras-Drogas

Sinopse: Jamie Randall (Jake Gyllenhaal) é um garanhão incorrigível, do tipo que perde a conta do número de mulheres com quem já transou. Após ser demitido do cargo de vendedor em uma loja de eletrodomésticos por ter seduzido uma das funcionárias, ele passa a trabalhar num grande laboratório da indústria farmacêutica. Como representante comercial, sua função é abordar médicos e convencê-los a prescrever os produtos da empresa para os pacientes. Em uma dessas visitas, ele conhece Maggie Murdock (Anne Hathaway), uma jovem de 26 anos que sofre de mal de Parkinson. Inicialmente, Jamie fica atraído pela beleza física e por ter sido dispensado por ela, mas aos poucos descobre que existe algo mais forte. Maggie, por sua vez, também sente o mesmo, mas não quer levar o caso adiante por causa de sua doença.

O que achei do filme: Primeiro vamos colocar que o filme tem um clima descontraído e ao mesmo tempo dramático. E tudo isso se transforma com a chegada da Maggie, que é uma personagem incrível e muito bem construída assim como Jamie.

Gostei do inicio e do desenrolar todo do filmes, já que o clima romântico também divide espaço com a parte da vida profissional do Jamie. Mostra todos o progressos que ele tem, os problemas familiares e o porque de ele não ter escolhido fazer medicina.

Outra figura que gostei bastante no filme é o irmão do Jamie, que é um Geek, que passa boa parte do filme sofrendo com o possível divórcio, depois de dez anos casado, também durante o desenrolar da história e de algumas  experiências que ele passa é possível entender o porque da separação e se ele volta ou não pra sua esposa.

Enfim, é um filme doce, romântico e divertido. Eu gostei muito, porém achei o final bem previsível, mas eu recomendo muito pra quem gosta de assistir filmes românticos, com histórias dramáticas e personagens complexos.

Trailer:

Aqui eu separei alguns trechos do filme que eu achei pela internet:

Livro Simplesmente Acontece x Filme Simplesmente Acontece

Eu sei, você sabe e a maioria das pessoas que mora neste belo planeta sabe que em grande parte das vezes o livro é melhor que o filme. Mesmo assim, eu e toda a minha teimosia viemos fazer uma bela comparação entre um ótimo livro e um filme que ficou a sua altura.

Primeiro vamos falar do Filme:

Os jovens britânicos Rosie (Lily Collins) e Alex (Sam Claflin) são amigos inseparáveis desde a sempre, experimentando juntos as dificuldades amorosas, familiares e escolares. Embora exista uma atração entre eles, os dois mantêm a amizade acima de tudo. Um dia, Alex aceita um convite para estudar medicina em Harvard, nos Estados Unidos. A distância entre eles faz com que nasçam os primeiros segredos, enquanto cada um encontra outros parceiros e muitas vezes ocorrem alguns reencontros. Muitas vezes o destino os encontra e outras os mantém separados, mas a amizade e o sentimento que eles nutrem um pelo outro não é abalado por questões de distancia ou pelo tempo que estão juntos ou separados.

E agora o Livro:

O que acontece quando duas pessoas que foram feitas uma para outra simplesmente não conseguem ficar juntas? Todo mundo acha que Rosie e Alex nasceram para ser um casal. Todo mundo menos eles mesmos. Grandes amigos desde criança, eles se separaram na adolescência, quando Alex se mudou com sua família para os Estados Unidos. Os dois não conseguiram mais se encontrar, mas, através dos anos, a amizade foi mantida através de emails e cartas. Mesmo sofrendo com a distância, os dois aprenderam a viver um sem o outro. Só que o destino gosta de se divertir, e já mostrou que a história deles não termina assim, de maneira tão simples.

***

Antes de fazer as comparações queria dizer que a base dessas resenhas foram o site AdoroCinema e o site da Editora Saraiva.

***

Já pelas resenhas da pra perceber que a ideia que o filme trás é um pouco diferente da ideia do livro e foi algo realmente perceptível pra mim quando li e assisti o filme.

Durante todo o filme é totalmente perceptível que o ciúmes que eles sentem um do outro é algo relacionado ao amor de um casal que eles sentem um pelo outro. Já no livro não é bem assim, as situações mais ciumentas entre eles aparentam mesmo ser apenas questões de medo de perder a amizade e em outras vezes parece um pouco com uma competição entre os dois sobre quem faz mais ciumes.

É claro que muitas partes do livro são modificadas, mas nada que fizesse com que fosse perdida a real essência da história, ambos caminham juntos o livro e o filme e no final você consegue captar a mensagem e aquela ideia de destino e de “quando é pra ser, é”.

Outras coisa que é diferente entre o livro e o filme são as idades deles, no livro eles envelhecem bem mais rápido, já no filme as conquistas deles são alcançadas bem mais rápido. Mesmo assim, nada que interfira. E também, nesse aspecto de tempo eu achei o filme bem mais legal, já que eles são mais jovens.

Se fosse pra escolher um, eu não escolheria já que eu gostei dos dois de formas diferentes, tem coisas que me agradaram mais no filme, como eu disse a questão da idade e outras coisas que eu gostei mas no livro. Então os dois estão super aprovados por mim.

E vocês já leram ou assistiram? Comentem aqui me contando.

Espero que tenham curtido ❤