O tamanho da queda

Posso dizer que cheguei ao topo, cheguei ao topo da vida, cheguei ao topo do amor, enfim estou no topo. E decididamente estou prestes a me jogar. Isso ai, me jogar daqui de cima, não tenho medo nenhum de cair e nem das dores, recuperar-me é fácil. Mas infelizmente não posso dizer que não tenho nenhum medo.

Tenho medo de como vou seguir em frente depois, de como vai ser. Pra resumir posso colocar em palavras que tenho medo do incerto, de como vai ser depois que eu me recuperar das minhas dores. Até porque não tenho nenhuma dúvida da minha recuperação, nenhuma queda é uma derrota. Mas tenho medo do que não posso prever.

Mais essa minha história de medo do incerto já não é novidade. Sempre tive medo do imprevisível, hoje eu tenho até um pouco mais de controle sobre isso, porém não controlo ainda totalmente.

O maior segredo de todos, bom não é bem um segredo, é mais uma dica. Você precisa ser realista, com tudo. Não digo que você não deva sonhar às vezes sem ter os pés no chão, mas se você viajar muito a queda é sempre maior.

Anúncios

Não precisa de conclusão

Às vezes a gente se julga tão pequenos em meio a tantas situações, que muitas vezes são bem menores que a gente mesmo.

Mas a gente pode tudo, a gente só precisa dançar. Mover nossas escolhas de acordo com as frequências dos nossos corações e a intensidade de nossas incríveis mentes, cheia de lições importantes que sempre estarão lá esperando para serem usadas por nós.

Só precisamos entender que a vida não é uma dissertação, onde se precisa de uma de uma introdução e depois pontos positivos e negativos. Porque nem sempre no final haverá uma conclusão. E na real, isso não é um problema.

Garota cresce!

É difícil amar, é difícil entender alguém e ainda mais difícil ter que dar espaço a alguém quando o que mais você quer é ficar o mias perto possível que puder.

Não é a melhor sensação do mundo procurar alguém em uma multidão que você sabe que não vai achar. Pior ainda é saber que ele não está lá. E nem vai chegar, porque na verdade ele não quer estar lá. Não quer te amar da mesma forma, ele não quer estar com você.

Não existem possibilidades quando nem mesmo existem esperanças. Chega de se sustentar a base de constantes doses de saudade, choros, chocolates e falsas esperanças. Quer saber? Desencana. Já passou da hora.

Saia, você não deve sua vida a ele. Isso não se chama amor.  Chama-se tortura e pra que passar por isso por mais um dia? Garota cresce!